O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

QUANTOS DENTES TEM MEU PET?

A saúde bucal é um presente que os pets ganham ao nascer. Podemos ajudar a mantê-la através de hábitos saudáveis que começam bem cedo. Conheça hábitos saudáveis que podem mudar a vida de seu pet para melhor.

Ter um filhote em casa é tudo de bom. Eles simplesmente chegam e mudam nossas vidas para melhor, sendo natural querermos retribuir este carinho e amor por nós cuidando deles da melhor forma. Quando o assunto é saúde, surgem muitas dúvidas, afinal, queremos que eles mantenham toda vivacidade e alegria por toda a vida.

Filhotes brincam bastante e gostam de explorar tudo cheirando e mordendo. Quem não se lembra daqueles dentinhos afiados? É aí que nos damos conta que eles tem muitos dentes na boca e muitas dúvidas surgem, como: eles trocam os dentes? Preciso escovar os dentes deles? Uso pasta de gente? E como faço para enxaguar a boca? (Risos) É perfeitamente natural ter dúvida a respeito destes assunto. Então vamos entender melhor um pouquinho sobre a dentição deles e a importância dos cuidados odontológicos?

Em geral, os filhotes nascem sem dentes. Por volta de 3 a 4 semanas de vida, os dentinhos de leite começam a nascer. Cachorrinhos tem 28 dentes e os gatinhos tem 26 dentes de leite. Estes dentes são pequenos, pontiagudos e tem uma coloração branco perolizada. Nesta fase poucas são as alterações que colocam em risco a saúde bucal deles. Mas o comportamento explorador e brincalhão dos filhotes faz com que eles coloquem tudo na boca para explorar e brincar de morder. E aí mora o perigo, pois algumas "surpresas" desagradáveis podem acontecer. Uma bastante comum é a fratura dos dentes de leite. Dificilmente eles reclamam de dor, mas isto não quer dizer que eles não sintam dor. Em geral, recomenda-se que estes dentes de leite quebrados sejam extraídos evitando possível infecção com formação de abscesso e comprometimento do dente permanente que está se desenvolvendo logo abaixo. Outra estripulia é quando eles pegam fios elétricos para brincar podendo levar choques com graves consequências. Então "pais", "criança" é assim mesmo, tem que direcionar as brincadeiras e remover do alcance "delas" tudo que ofereça risco. Uma sugestão é dar um brinquedinho de borracha ou até bichinho de pelúcia, tomando o cuidado de verificar constantemente se eles não estão rasgando e engolindo pedaços destes brinquedos que podem ser prejudiciais. Não forneça nesta fase ossinhos, objetos de plástico e outros objetos duros.

Imagem da boca de um filhote de cão de 6 meses de idade com persistência do canino de leite superior. O dente permanente nasceu em posição errada não havendo espaço para o canino inferior. Além disso, por os dentes estarem muito próximos, há um maior acúmulo de placa bacteriana que leva a inflamação da gengiva e formação de tártaro.  

A troca dos dentes…

Ao redor do 4o mês de vida estes afiados dentinhos começam a ser substituídos pela dentição permanente que deverá permanecer por toda a vida. Aproximadamente com 6 meses de idade todos os dentes já devem ter sido trocados dando lugar a dentes maiores, menos pontiagudos e bem brancos. São 42 dentes nos cães e 30 nos gatos adultos.

O acompanhamento veterinário nesta fase é importante, pois é comum, principalmente nas raças de cães pequenos o dente de leite não cair e o dente permanente nascer torto prejudicando o encaixe perfeito entre os dentes. Portanto, se você notar que o dente permanente começou a nascer e o dente de leite ainda não caiu, procure uma de nossas unidades para a extração imediata destes dentes.

Ainda hoje, é comum leigos recomendarem aguardar até completar um ano de vida pois os dentes de leite acabam caindo. Sim, eles na maior parte da vezes caem, porém, a dentição fica torta e irá prejudicar sua saúde.

Na fase da troca dos dentes, a gengiva fica sensível e ele não vai estar muito receptivo à escovação podendo até ter sangramento. Por enquanto, até que ele troque todos os dentes, você deve pegar a pasta dental CET Virbac e com o próprio dedo passar na gengiva e bochecha dele para que ele acostume com a manipulação de sua boca. Eles adoram o sabor de frango. Comece aos poucos, e vá aumentando a frequência e o tempo que você fica mexendo na boca dele. Fale palavras agradáveis, elogie, e depois que acabar, brinque com ele, faça alguma coisa que ele goste, tipo passear ou até dê algo que ele goste de comer. Fazendo isto, você estará condicionando seu pet para em breve começar a escovar seus dentes.

Imagem da boca de um cãozinho de 5 meses onde pode-se notar que os incisivos inferiores já foram trocados. Os caninos de leite ainda estão no lugar e os caninos permanentes estão erupcionando fora de posição, mais para dentro da boca. Recomenda-se a extração imediata dos caninos de leite.  

E se o seu pet já trocou os dentes e você nunca escovou os dentinhos dele? Boa pergunta! Comece fazendo este mesmo condicionamento para depois iniciar a escovação. Se a gengiva sangrar ou ele estiver com mau hálito, procure uma de nossas unidades para uma avaliação e tratamento adequado. Anote aí algumas dicas de saúde oral ...

 

DICA 1: desenvolva o hábito de olhar a boca de seu filhote semanalmente.
DICA 2: leve seu filhote para um médico veterinário acompanhar a troca de dentes.
DICA 3: condicione seu filhote a deixar manipular sua boca.

 

 



Compartilhar