| início | nossa equipe | entre em contato | unidades | como chegar |  
Histórico do Odontovet
Estrutura da clínica
Cuidados com meu Pet
Dúvidas frequëntes
Informações
Área para veterinários
 
Siga o Odontovet no:
'
 
Parceiros
 
virbac


Dúvidas freqüêntes

Cães e gatos têm dentes de leite? Até que idade?
Sim. Cães e gatos também têm dentes de leite que compõem a dentição decídua. Estes dentes, assim como os dos seres humanos, sofrem o que chamamos de esfoliação (quando o dente cai), que promove a troca dos dentes pela dentição permanente. Isto acontece entre os 3 e 7 meses de idade nos cães e entre 3 e 6 meses nos gatos. No entanto, se os permanentes começarem a erupcionar sem que os de leite tenham caído, é necessário realizar a extração dos decíduos, para evitar problemas posteriores.

Meu bichinho tem muito mau hálito. Isto é normal?
Não. O mau hálito não é normal em bocas com boa higienização (escovação). No entanto, como muitos dos nossos pacientes não têm higienização regular, é comum o surgimento do mau hálito.
Na grande maioria das vezes, o mau cheiro não é provocado por problemas de estômago, mas pelo acúmulo de placa bacteriana nos dentes, gengiva e língua. A placa libera subprodutos de fermentação de tecidos e restos alimentares que são os responsáveis pelo mau hálito.
Portanto, se seu animal tem "bafo" é sinal de que já existe placa bacteriana na boca dele e um tratamento profilático é indicado.

Os dentes do meu pet estão muito sujos. O que devo fazer?
Sujeira nos dentes pode ser acúmulo de "tártaro", também chamado de cálculo dental. O cálculo nada mais é que placa bacteriana mineralizada que deixa os dentes com aspecto sujo, escurecidos (placas amarronzadas, amareladas, esverdeadas ou até mesmo enegrecidas). Neste ponto, é altamente indicado um tratamento periodontal.

É verdade que devo escovar os dentes dos meus animais? Com que freqüência?
É verdade. A escovação remove restos de comida que ficam na boca e, principalmente, a placa bacteriana que está aderida aos dentes. Esta placa bacteriana, se não for removida através da escovação, pode causar danos ao periodonto do seu pet, provocando mau hálito, gengivite e periodontite, e serve como base para a formação do tártaro. A escovação deve ser feita diariamente ou pelo menos quatro vezes por semana. Aliado a isto, pelo menos uma visita anual ao médico veterinário especialista é recomendada.

Meu bichinho esta começando a perder os dentes, isto é normal?
Não é normal. A perda dos dentes acontece porque a doença periodontal avançou muito. E isso acontece, na maioria das vezes, devido a falta de higienização da boca. Quando não há escovação diária, a placa bacteriana acumula-se e, com o tempo, causa lesões no periodonto (estruturas que sustentam e protegem os dentes). Estas lesões, em graus mais avançados, levam a destruição dos tecidos de sustentação dos dentes e à perda dos mesmos.


Exposição de furca - note que o sonda periodontal atravessa o espaço entre as raizes do dente (em amarelo).

No exame radiográfico, note a perda óssea.

Ração comercial costuma dar mais tártaro que alimento caseiro?
Não é verdade. O que provoca o surgimento do cálculo dental é a placa bacteriana que se forma quando não há escovação e independe do tipo de alimento oferecido. Quando o animal mastiga o alimento, existe uma "raspagem" natural, que ajuda a remover parte da placa bacteriana. Quanto mais duro é o alimento, há maior atrito, e conseqüentemente, maior "raspagem" nos dentes. É por isso que animais que roem ossos tendem a acumular menos cálculo. Nada substitui, porém, a escovação dental diária.

Meu animalzinho quebrou um dente. Como devo proceder?
O ideal é uma consulta ao médico veterinário especializado que avaliará a necessidade de tratamento. Em geral, quando há exposição do canal (ponto vermelho ou preto no meio do dente), é necessário o tratamento de canal que aliviará eventual dor que o animal possa estar sentindo e evitará contaminação do dente e do organismo como um todo. Mesmo que não haja exposição direta do canal, porém, é preciso avaliar se houve ou não lesão na parte interna do dente (polpa). De qualquer forma, o veterinário especializado indicará qual a melhor conduta para cada caso.

Apareceu uma ferida logo abaixo do olho do meu cão. O que pode ser?
É freqüente o surgimento de lesões logo abaixo do olho, principalmente em cães, decorrentes de afecções nos dentes (fraturas dentais ou periodontites), conhecidas como "fístula do carniceiro". Neste caso, é indicado o tratamento do canal ou até mesmo a extração do dente acometido. Consulte seu veterinário que poderá fazer um diagnóstico diferencial com problemas de pele ou doenças oftálmicas.

Percebi há algum tempo uma ferida na gengiva de meu bichinho que não melhora nunca. Será que devo me preocupar?
Lesões em cavidade oral de difícil cicatrização ou que aumentam de volume sem causa aparente podem ser indicativas de processos tumorais e são mais freqüentes em animais idosos. Ao perceber qualquer anormalidade deste tipo, procure logo que possível o médico veterinário especializado que poderá avaliar o que está ocorrendo e recomendar o melhor tratamento.

Meu gatinho começou a salivar, está comendo menos e emagrecendo. O que está acontecendo com ele?
Existem algumas afecções que são específicas dos felinos. Entre elas podemos destacar a lesão reabsortiva e o complexo gengivo-estomatite. Em ambos os casos os sintomas mais comuns são dor (recusa alimentos, passa a pata na boca, salivação aumentada), e vermelhidão na cavidade oral. O médico veterinário especializado está apto para averiguar e tratar estas afecções, bastante comuns nos gatinhos.

Posso oferecer ossos e biscoitos aos meus animais para limpar os dentes?
Sim, desde que seja feito com alguns critérios: ossos naturais são os melhores para remoção de parte da placa bacteriana, diminuindo a formação de cálculo. No entanto, são os principais responsáveis por fraturas dentais, principalmente nos dentes posteriores. Ossinhos artificiais ajudam na limpeza, porém, alguns animais não os toleram e apresentam distúrbios gastro-intestinais. Por último, os biscoitos podem ser oferecidos, mas não oferecem grandes benefícios em relação à higiene oral. Lembre-se: nada substitui a escovação se o intuito é manter os dentes saudáveis.